Páginas

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Extraterrestre Crônus versão 2.0

video

Crônus é um titanês, a forma de vida inteligente tecnológica que se desenvolveu na biosfera alienígena do satélite Titã, lua de Saturno. A primeira versão e características naturais e fisiológicas imaginadas podem ser vistas aqui: http://dominiosdosol.blogspot.com.br/2011/07/alien-imaginario-pra-um-mundo-real.html

Tenho que listar aqui algumas considerações novas e re-elaboradas a respeito dessa espécie imaginária:
1 - A mão, tem três dedos e dois polegares opositores.
2 - Sua natureza física é sem igual na nossa biosfera, mas tem o que poderia ser descrito como um exoesqueleto (esqueleto externo como o dos insetos), fundido num complexo sistema muscular e nervoso a volta dum esqueleto interno (como o nosso).
3 - A biosfera tem outros seres equivalentes a nossa flora e fauna, bem como microrganismos, esponjas e fungos. Já os Titaneses não são carnívoros nem herbívoros, são filtradores e sugadores, se alimentam de pequenos seres das correntes - análogo à alimentação das baleias - e por vezes usam seus afiados dentes para sugar fluídos de alguma presa ou mesmo de algum organismo vegetativo "plantas".
4 - Titã é um mundo muito frio mesmo para os adaptados, o que dificulta as reações orgânicas. Assim como os outros seres desse mundo, o organismo dos titaneses tem uma substância anticongelante correndo junto com seu sangue em suas veias. Por vezes ela se acumula em "verrugas", grandes e arredondadas sobre seu próprio exoesqueleto.


Os titaneses medem de 3 a 5 metros e uma massa de 100 a 300 kg, mas em Titã pesam de 30 a 50 kg, pois a gravidade lá é 15% da nossa. Essa natureza favoreceu o aparecimento de uma fauna superior de grande porte, e outras características evolutivas deram uma predominância de seres de seis membros.


A mão de um titanês, a habilidade na manipulação com as mãos menores é maior que a humana, mas bem menor nas mãos dos braços maiores, embora tenham os mesmos polegares.


Vista traseira da mão mostra o par de polegares opositores


vista frontal da mão mostra uma das poucas partes onde o sistema de articulação do exoesqueleto deixa a vista o sistema de nervos.


O projeto, em Blender.

Nenhum comentário: